Coisa boa receber fotos do casamento e ficar horas e horas revivendo esse dia que já deixa tanta saudade. Uma das coisas (dentre tantas!) que eu amei muito no nosso casamento foi a decoração. Já falei nesse outro post sobre a decoração da cerimônia ao ar livre e agora vim contar sobre a decoração da recepção (que também bom parte dela também foi ao ar livre), da festa do nosso casamento. Pensei em cada parte dela com muito carinho – cada flor, cada vaso, cada porta retrato, cada almofada, cada pequeno detalhe por menor que fosse. Eu amei o resultado e fiquei muito feliz de ver tudo que escolhemos junto. É uma sensação indescritível! Vem conferir como ficou esse sonho e algumas dicas para fazer uma decoração de casamento linda.
casamento-lindocasamento-ivana-rebeschinidecoracao-025eivana-e-eduardo-098casamento-drinks-personalizadospista-de-danca-casamentocasamento-rustico-chiquedecoracao-022e decoracao-024edecoracao-034Nossa escolha de cores para a decoração da nossa festa foi tons quentes e fortes combinado com dourado e madeira. As cores do por do sol! Minha ideia era fazer uma decoração bem “high-low” – onde lustres e flores nobres encontravam madeira de demolição e estampas descontraídas. Queríamos um casamento alegre, aconchegante, diferente, elegante mas sem ostentação.  Eu fazia questão de prestar a atenção em detalhes que fariam o casamento único: porta retratos com fotos do casamento dos meus pais e dos meus avós, fotos de momentos especiais da nossa vida como casal, muito DIY, etc. Indo em contramão a todas as opiniões, usamos quarto estampas diferentes (mas que combinavam entre si) em detalhes da decoração. As estampas apareceram nos sousplat, nos porta guardanapos, nas almofadas, nas ecobags para os chinelos, na lembrancinha, na pista de dança, cortina de bolinhas estilo pinterest, saquinho de arroz, etc (tudo personalizado feito pela minha mãe, que é artista e trabalha com isso – ela aceita encomendas de tudo isso pelo telefone/whats 051 91242731). 

Eu sempre gostei muito da ideia de mesas comunitárias – acho que elas passam a sensação de alegria, união, festa italiana. É muito bom sentar com todos amigos juntos, né? Além disso fica um charme, mega elegante. Eu adoro e queria muito no meu casamento. Então apostamos na combinação de mesas redondas tradicionais com mesas comunitárias enormes.

decoracao-casamento-mesa-comunitaria decoracao-casamento-lindo decoracao-casamento-sousplat-estampado almofadas-estampadas-casamentodecoracao-035decoracao-063decoracao-034decoracao-arranjo-mesa-comunitaria-ar-livremesa-familia-casamento-ivana-rebeschini

Além das mesas comunitárias retangulares, também optamos por uma linda mesa oval para a família (não queríamos sentar só nós dois, queríamos compartilhar esse momento), diferente das demais – com castiçais dourados e flores alegres. Para deixar o espaço mais aconchegante apostamos em cortinas no toldo (toldo é sempre meio feio, né? as cortinas foram uma ótima opção para deixar uma sensação mais confortável na parte que trabalhamos com toldo). Ainda falando em aconchego, alugamos também lindos sofás em bege com almofadas personalizadas com as estampas do nosso casamento (feitas pela mamis). decoracao-casamento-ar-livre-ivana-rebeschinialmofadas-casamento-decoracaodecoracao-102decor-casamento-ar-livrecasamento-cores-quentes-2casamento-dos-sonhos-lindo decoracao-039

Para as flores do casamento, escolhi as minhas prediletas: rosas, cravos, lírios, astromélias, mini rosas e suculentas. Eu fazia muita questão das suculentas porque acho que tem tudo a ver com casamento rústico e o tom de verde das suculentas combina perfeitamente com o colorido das flores. Para os centros de mesas alternamos em arranjos altos clássicos em taça dourada (tanto de flores quanto todo verde, que eu acho lindo), composição rústica de mini arranjos e floreiras de madeira.

casamento-cores-quentesflores-casamento-tons-quentesdecoracao-casamento-alameda-figueiradecoracao-casamento-ar-livre-3decoracao-012ivana-e-eduardo-002decoracao-cores-quentes-casamento

E claro, quando chegou a noite a vibe mudou bastante com a ajuda da iluminação incrível da Power Sound e esses lustres lindos com velas que eu queria colocar na minha casa. hehehe O clima ficou um pouco mais balada e as cores e estilo da decoração funcionaram super bem para a noite também. As mesas de doces são da De Doces e o bolo é da incrível Ana Carrard mas vai ter um post só para eles de tanto que eu amei (todas as flores de açúcar, incluindo as suculentas).

doces-10 doces-02decoracao-118edoces-06doces-08ivana-e-eduardo-108ivana-e-eduardo-114

Eu, como boa controladora, não pude deixar a decoração e os detalhes do meu casamento totalmente na mão de alguma empresa de decoração ou cerimonial e simplesmente não me envolver nisso. Não conseguia pensar em só passar um briefing para uma empresa e aceitar como viesse. Acho que dependendo do tempo e da disposição de cada um, esse tipo de serviço é muito válido – onde os noivos não se envolvem em praticamente nada dessa parte. Mas para mim, não funcionava. Eu tinha sim cerimonialista (que é essencial para um casamento com 180 convidados) e uma empresa que me ajudou na parte floral (fornecedores no fim do post) mas eu queria participar da escolha de absolutamente tudo pois queria um casamento único em que tudo que fizesse parte desse momento fosse especial. E foi muito bom!

Infelizmente muitos fornecedores não entendem essa necessidade e precisamos tomar muito cuidado para não perder a nossa essência e deixar o gosto das pessoas contratadas se sobressaírem ao da noiva ou do casal. A melhor dica que eu dou é ouvir de coração aberto as ideias de quem você contratou mas nunca se esquecer de ser fiel ao seu gosto e ao estilo do casal. Afinal, a festa é sua e precisa ter a sua cara – eu mantive isso como pensamento principal durante todo o planejamento do nosso casamento e não deixei ninguém impor coisas que não condiziam com o meu gosto.

Claro que ouvir e absorver a experiência de quem está no ramo a muito tempo é essencial e necessário em alguns momentos do planejamento. Muitas vezes o que queremos é muito lindo na teoria mas caótico na prática – mas devemos tentar ao máximo diferenciar esse auxílio profissional de ajuda sincera ou de simplesmente preguiça de sair do lugar do comum. Para muitos fornecedores (principalmente os Porto Alegre e do Rio Grande do Sul) fazer algo diferente do “café com leite” é difícil, impossível, caro, sem condições, não funciona, etc. Lembre-se sempre de que existem diversos fornecedores no mercado e você não precisa se ater nos mais tradicionais ou “reconhecidos” para fazer a sua ideia funcionar. Não desista do que você deseja na primeira opinião contrária e negue-se a fazer um casamento igual ao de todo mundo por falta de vontade alheia! Pronto, depois do desabafo podemos continuar vendo a decoração do nosso casamento hehehehe.ivana-e-eduardo-085

Casar é simplesmente demais e eu não me canso de repetir isso. São memórias que você cria que não existe dinheiro no mundo capaz de comprar. Muita gente já falou: nossa mas gastar “tudo isso” por uma noite? Sim, sim e sim. Gastaria mil vezes! Tanta gente comprando coisas materiais desnecessárias, carros, bolsas… E não é simplesmente por uma noite. São lembranças que nós (eu, meu marido e nossas famílias) vamos guardar para sempre, são momentos únicos junto de quem você mais ama na vida. São fotos com as pessoas mais especiais da sua vida que no dia a dia você nem lembra de registrar, é uma noite em que somos o centro das atenções, que absorvemos muita energia boa. Se você é noiva aproveite e curta muito todos os preparativos pois passa muito rápido e é muito intenso. E eu jamais trocaria meu casamento por nenhum bem material ou viagem – pense bem antes de tomar uma decisão assim pois (se tudo der certo kkk) a oportunidade de casar é única, enquanto adquirir coisas, viajar e realizar sonhos materiais você tem a vida inteira para ir em busca. ivana-e-eduardo

Faça uma celebração de acordo com a sua realidade: é sim possível casar gastando pouco ou muito e existem formatos de casamento de todos os estilos, gostos e bolsos. Se quer (e pode) ter festão milionário, vá em frente. Se quer churrasco com cerveja, por que não? Um íntimo, clássico e elegante bolo com champanhe, quem sabe? Basta achar o que mais se encaixa na sua vida, não se deixar levar pelo “tem que ter” ou “essencial” e celebrar como preferir o que existe de mais lindo na vida: o amor e a família! (todas fotos do post são do Franco Rossi)

Post Anterior

Meu casamento: decoração da cerimônia ao ar livre

Próximo post

Tendência de verão: Fun Fashion