Posts na Categoria

Refletindo

Crônicas para mulheres. Textinhos com frases e indiretas.

Refletindo

Por aqui as coisas sempre foram uma bagunça sabe? Sinto informar que nada esta diferente por hora. A realidade é que as coisas continuam devidamente colocadas fora de seus respectivos lugares de origem. O fato é que eu não tenho paciência de arrumar tudo isso sozinha, entende? Gosto de terminar as frases com perguntas pra ver se assim, por alguma sorte de um acaso qualquer, eu consigo organizar pelo menos as questões que ecoam na minha mente durante todo o dia. Talvez você possa me ajudar, talvez não, vai saber. Me peguei contando um fato romântico que aconteceu na vida de uma amiga para outra amiga e finalizei o texto dizendo que aquilo havia sido tão lindo que eu quase acreditei no amor outra vez. Quase. Depois disso parei alguns segundos para entender o que eu havia dito. Como assim eu quase voltei a acreditar no amor? Qual foi a

Leia Mais
Refletindo

Acostume-se com o fato do amor estar em tudo. Na fila de um banco, na padaria ou dentro das escolas. Você vai encontrar o amor quando ver um jovem casal sorrindo ao caminhar de mãos dadas ainda com o uniforme do colégio, vai percebê-lo quando um neto der o lugar a sua avó no ônibus ou quando um pai abraçar ternamente a filha que sentou-se em sua coxa e fielmente acreditou que aquele era o lugar mais confortável do mundo. Não adianta você negar e dizer que não confia ou não acredita no amor. Porque aquele bolo de chocolate que sua mãe fez para arrancar-lhe um sorriso é puro amor. Porque aquela vez em que seu melhor amigo bateu a porta do seu quarto chateado por algo que você disse sem pensar, aquilo também era amor. A lágrimas que você derramou e só o seu travesseiro conseguiu absorvê-las também era

Leia Mais
Refletindo

De todas as coisas que eu quis para a minha vida, você foi a melhor delas. De todas as pessoas que passaram por mim, você foi o que mais marcou. De todas as imensuráveis entregas, de todos os porres, de todos os porquês, você foi a justificativa mais sensata e óbvia que eu escolhi como resposta. Esse texto é para te dizer que ainda sinto um vazio no peito e tristeza quando penso nas escolhas erradas que fizemos. Esse texto é para te mostrar que por mais que você me veja feliz, realizada e com outra pessoa, ainda sinto ódio da nossa burrice e cegueira sentimental que não nos permitiu enxergar o que perderíamos. Dizem que com o tempo melhora, mas a cada batida do relógio, eu te vejo mais distante. Indo. Seguindo. Me deixando aqui como se não fosse digna desse sentimento e culpada pelo nosso fim (tem como

Leia Mais
Refletindo

Qual meu problema em atrair gente que não presta? Vamos lá, qual a necessidade disso, universo? De conspirar para fazer meu coração acelerar quando ele passa, mesmo sabendo que as intenções são as piores. Eu sou uma pessoa boa, não dá para entender porque atraio esse tipo de personalidade, entende? Ele me olha com aquele sorriso torto, manda uma mensagem e me pergunta onde eu estou, dando a entender que quer me encontrar. Me faz rir quando estou perto e ao mesmo tempo que tira minha paz, também me direciona ao caminho de encontrá-la. Os dados da sorte desse jogo são lançados todo momento. Cada risada, olhar e toque. Um jogo extremamente perigoso que eu já conheço o final como a palma da minha mão e mesmo assim eu me deixo levar. Eu estou começando a achar que isso se encaixa na categoria de vícios, sou viciada na sensação de

Leia Mais
Refletindo

Eu sou o tipo de pessoa que quando ama, ama muito. Ama demais, pra sempre, até o fim da vida, até que, de repente, acabe. Em qualquer relacionamento amoroso que me desperte um sentimento profundo, me entrego de corpo e alma e cabeça e espírito e coração. Assim mesmo, sem vírgulas ou pontos, porque muitas das vezes falta-me o ar. A verdade é que amar superficialmente não tem graça. Bom mesmo é ir até onde der e quando não der mais, amar mais um pouquinho. É rasgar o verbo e logo após remendar as palavras ditas sem pensar, com colas de perdão. É chorar muito, até desidratar e logo após redesenhar o contorno da boca para que o riso seja maior e mais largo e mais intenso. Quando eu paro para pensar nas coisas que já fiz quando amei alguém – ou vivi algo com aqueles que despertaram em mim

Leia Mais
Refletindo

Ah, esse Vinicius de Moraes! Comecei a noite ouvindo um sambinha bom, desses que nos faz refletir demais. E em uma das letras, eis que ele me diz “A vida é a arte do encontro, embora haja tanto desencontro pela vida”. E como, meu Deus! Eu pego esses trechos e voo para um passado onde tudo deixou de ser felicidade para virar memória. E de repente o sambinha pula de bom para melancólico. E minha vida de perfeita, para um amontoado de despedidas. Já deixei tanta gente passar batido. Já me deixaram passar tantas vezes também. Já segui em frente deixando lágrimas em rodoviárias, aeroportos e países diferentes. Segui por estradas desconhecidas para encontrar meu próprio caminho e me perdi inúmeras vezes. Nunca me importei em cair. Nunca desisti de me encontrar, nem de encontrar a pessoa que fizesse meu coração bater mais forte em plena calmaria. Na verdade, eu

Leia Mais
Refletindo

Minha dúvida neste momento era saber se ligava ou não para marcar nosso último encontro. Você sabe, sempre levo tempo demais para decidir sobre qualquer coisa em minha vida. Mas aqui estou, numa espécie de súplica para que você não deixe de ir. Não se abstenha da obrigação de me dizer adeus dignamente. Talvez eu demore, mas cumprirei meu papel com força e a sanidade que ainda me resta. Ou não. E se você perceber que meu carro não vem pela avenida, retome seu caminho que só vai adiante e não olhe para trás. Me espere uma hora, mas não mais que duas. Você não tem mais a amarga obrigação de esperar qualquer coisa de mim. A verdade é que eu me cansei. Estou cheia, farta e saciada dessa nossa relação sem nexo algum. Não dá para viver em um relacionamento que só leva a gente para baixo, sabe? Não

Leia Mais
Refletindo

Minha possessividade sempre bateu de frente com sua liberdade exagerada. Não que isso me incomodasse por completo, mas sempre rendeu boas brigas. Ele não diz nomes feios perto de outras pessoas, eu mando logo ir pastar qualquer pessoa que me tire do sério. Minha risada ecoa em qualquer lugar em que eu esteja, a dele é discreta e tímida. Num primeiro momento, eu poderia jurar que fomos desfeitos um para o outro. Não dá para botar fé num relacionamento que é composto por diferenças. E foi aí que eu me enganei. Ele é calmo e eu o estresse em pessoa. Quando eu mando as coisas para o espaço, é ele quem recolhe tudo e me diz que tinha certeza de que eu me arrependeria. Eu sou guiada pelos sentimentos, ele pela razão. Ele é meu consolo e eu sou sua amiga. Ele curou minhas cicatrizes e eu dei um brilho

Leia Mais
Refletindo

A única coisa que eu tenho certeza nessa vida, é que não tenho certeza de absolutamente nada. Levei muito tempo para descobrir que certezas são quase sempre frustrantes. Levamos uma vida inteira para provar ao mundo o quanto estamos certos e perdemos as melhores oportunidades no caminho. Juramos que somos capazes de fazer o amor desabrochar em um ambiente inóspito, quando na verdade, a gente é quem inventa possibilidades em meio a tantas improbabilidades. Sempre que me obrigo a gostar de algo por muito tempo, me frustro. Porque percebi cedo demais que, qualquer que seja o sentimento, para ser de verdade, é preciso que a gente solte as amarras e aceite que laço enfeita, não prende. Decidi não esperar demais. O ser humano tem essa mania boba de se prender as esperas da vida. Sempre torci pela recompensa, paciência e compreensão, mas dessa vez, só dessa vez, resolvi aceitar o

Leia Mais
Refletindo

Existe uma regra estúpida nos relacionamentos: um dos dois sairá por cima depois do fim. Não há como definir um vencedor, pois sequer estamos falando de uma disputa. Mas muita gente encara uma relação a dois como tal. E para mim, quem age desta forma, já saiu derrotado. Geralmente quem decide pôr fim a uma relação tem motivos de sobra para sair numa boa. Ou não estava feliz com aquela pessoa, ou encontrou outro alguém. Certamente alguma razão lhe fez partir para outra, ou para outro. Mas há exceções. Por vezes a distância impede uma relação saudável e sempre há um que resiste melhor. Quem sucumbe à dor dos corpos separados pode querer terminar, mesmo no auge do sentimento. É preciso muita força para acabar um namoro, ou compromisso, gostando de alguém. Provavelmente exista algo muito maior para que a decisão seja tomada, seja a distância, um amor proibido, ou

Leia Mais