Por que você foge de mim? Não vê que eu fui feita pra você? Você tem a habilidade de esconder de si mesmo o que sente. Eu não consigo. Sou toda verdade quando estou contigo e tuas falsas mentiras não me convencem mais. Acorda, cara, ninguém vai te fazer sorrir como eu. Conheço tuas vontades, adivinho teus pensamentos e mesmo assim, você disfarça. Que incapacidade para ser feliz. Às vezes a gente não enxerga o que está debaixo do próprio corpo.

O pior de tudo é te encontrar e ter que te seduzir mais uma vez, sabendo que você me quer. Isso te deixa melhor? Tudo bem, eu não me importo, vou atrás do que quero mesmo e quando te vejo, só tenho línguas pra ti. Enquanto isso, vai tentando esconder essa vulnerabilidade, essa confusão sentimental. Nem você se entende e eu ainda me pergunto como perco meu tempo contigo.

Meu problema é gostar tanto. Não, já falei para as minhas amigas, não quero alguém que me valorize, que cuide de mim, atenda minhas ligações, me apresente aos amigos, blá, blá, blá. Quero você! Ainda tenho esperança de que você vai se dar conta do mulherão que está perdendo.

Não, gurias, ele não é um canalha. Aquele olhar tão familiar não pode ser público, compartilhado com facilidade. É muito intimista para ser revelado a mais gente. É revelador demais para o trânsito do dia. Seus olhos me dizem exatamente o que preciso na hora que eu mais gosto. Duvido que mais alguém consiga retirá-lo daquele mundinho de cálculos e problemas do escritório durante a tarde. Não bastasse, ele desabafa comigo os problemas do trabalho e quando a gente se encontra, nossa única tarefa é esquecer da vida, morrer pros outros. Viver aquela coisa chamada momento. Não há química parecida, afinal a solução é sempre composta, nunca isolada. Ninguém interpreta com o sentimento.

Mandei mensagem e ele não respondeu. Quem sabe eu ligo? E se estiver trabalhando? Deixa eu ver se tá online no facebook. Nada! Ah, um toque no celular, então. Pronto! Ó, respondeu: “Estou ocupado, mais tarde te ligo”. Eu sabia, ele me ama. Nós ficamos mesmo cegas quando amamos sozinhas.

Texto por Chico Garcia, conheça o blog dele!

Post Anterior

Como usar botas no verão

Próximo post

Aposte: camisa azul