Ah… quanta coisa para decidir! Eu sabia que um casamento era cheio de detalhes mas eu nunca imaginei como isso poderia ocupar a nossa cabeça o dia inteiro – de um jeito bom! São tantas coisas que passam pela nossa cabeça e que digitamos no google para conseguir resposta. A dúvida da vez foi: afinal, qual o melhor mês para casar? Com a busca do local para o casamento (e um lindo em vista) precisamos bater logo o martelo na data para reservarmos com antecedência. O pesadelo de decisão para quem quer casar ao ar livre (e sem chuva!) como eu.

Alguém disse chuva???
Alguém disse chuva???

Não dá nem pra falar em chuva que já ataca a minha gastrite, gente. kkkk Mas e aí? Qual o melhor mês? É chuvoso? É muito quente? Muito frio? Dá pra guardar dinheiro suficiente até lá? E o principal: como esse mês é no local onde queremos passar a lua de mel – sendo que vocês geralmente nem decidiram ao certo onde vai ser a Lua de Mel? E agora? Que mês casar? Afff!

Nós batemos o martelo em um mês – setembro! Mas porque casar em setembro? É primavera (isso significa flores mais bonitas para a decoração), a temperatura está mais amena e é uma ótima época para viajar para a California e o Havaí – nossa principal ideia de Lua de Mel. Mais precisamente vou me casar dia 24 de setembro de 2016, se tudo der certo.

Mas casar em setembro também tem seu lado “ruim” – por ele ser um mês muito bom, é super concorrido. Ou seja, precisa de muito planejamento e antecedência para conseguir todos os fornecedores que queremos. Alguns locais que orcei nem tem mais a data disponível, acredita? E isso que falta mais de um ano até lá! Dizem que setembro é o novo maio, antigo mês das noivas. Mas todos os meses tem seus lados positivos e negativos.

Eu, particularmente, jamais faria meu casamento em dezembro (tem muitos eventos de empresas, amigos secretos, viagens, natal, ano novo… não gosto de concorrência kkkk), também não faria em janeiro pois faço aniversário dia 21 de janeiro e sei que muita gente tá sempre viajando além de ser super quente (fica mega desconfortável para os homens usarem terno e ao ar livre é impossível colocar ar condicionado durante a cerimonia – desastre na certa), fevereiro também não pelos mesmos motivos de janeiro e ainda tem o “plus” do carnaval. Eu casaria em março ou abril mas seria menos de um ano de organização (e essa é a parte boa, pra que apressar?). Junho, julho e agosto acho muito frio para casar aqui no sul ao ar livre… Então, ficou setembro! Acho que fizemos a escolha certa. Mas o importante é sempre analisar a situação particular de cada casal. Eu diria para evitarem o alto do verão e o alto do inverno porque eu odeio extremos, mas se vocês amam praia, sol, mar e calor vão em frente – e caprichem no ar condicionado!

caprichem mesmo...
caprichem mesmo…

O importante é ter a cara dos noivos. Na hora de decidir é bom ficar atentos as altas temporadas de viagens. O Eduardo (o noivo, pra quem é nova por aqui) quer ir para a Lua de Mel logo depois do casamento então tínhamos que alinhar isso – e é bem mais legal ir logo em seguida mesmo, né? Não precisa ser no dia seguinte correndo mas se passar muuuito tempo acho que perda um pouco a graça. É legal pensar em alinhar isso com a época de férias de vocês, afinal para sair de lua de mel é necessário – e também é bom tirar uns dias antes do “grande dia”, se possível! Então é isso por hoje. Agora vou ir rezando para setembro de 2016 chegar logo, não chover, não nevar, não ser muito quente, não estar nublado, todos os fornecedores estarem disponíveis, as passagens da lua de mel estarem baratas, e mais milhares de incógnitas que vão tirar meu sono por um ano….

casamento

Post Anterior

Inspirações para decorar a casa: Casa Cor RS

Próximo post

Dica de Cinema: Belas e Perseguidas