Eu poderia estar em qualquer outro lugar neste planeta. Na minha cama confortável, fazendo um carinho no meu cachorro enquanto assistia um seriado qualquer pelo computador. Eu poderia estar estudando, o que sem dúvidas ia me trazer melhores resultados nas provas finais. Eu poderia estar no shopping, comprando um sapato qualquer por puro impulso e pra matar um pouco do meu tempo. Eu poderia estar dentro de um bar, enchendo a cara com minhas amigas e rindo das historias antigas enquanto as novas vão se escrevendo entre os dias, as doses e os sorrisos.

Definitivamente, eu não tenho obrigação nenhuma de estar nesses lugares. Eu não tenho obrigação nem de estar aqui, escrevendo sobre o quanto eu sou feliz por ter escolhido estar próxima a ti. Eu realmente devia ter ficado em casa, mas fiz a melhor bobeira do mundo quando escolhi seguir meu coração e encontrar você. Sair de casa naquela noite pra ir encontrar seu sorriso. Eu realmente devia ter estudado, minhas notas sempre foram boas quando eu ainda tinha alguma concentração, que agora esta tão escassa que quase não me lembro de como é conseguir sentar e passar horas lendo sobre as matérias essenciais. Eu sento e diante dos livros tudo vira poesia, todo movimento do meu celular acusa a vontade de ler um texto seu, cada palavra lembra um momento e arranca-me de forma voraz um sorriso. É, eu não devia ter ido as compras mesmo, eu nem tenho lugar pra guardar mais um par de sapatos. Eu devia ter saído com minhas amigas mesmo, mas nós dois sabemos que durante a noite, ou no fim dela, eu daria um jeito de te encontrar e o inevitável fatalmente aconteceria: Eu, de todas as formas, teria escolhido você. Teria escolhido estar com você, encontrar seus olhos e fazê-los brilharem. Eu, mesmo negando ate o ultimo fio de cabelo que tenho, já que sou orgulhosa o suficiente pra tentar com todas as minhas forças não deixar transparecer, teria escolhido você e tudo que você me traz.

Nós sabemos que eu entraria naquele bar sóbria, enquanto você, já tonto, me receberia com aquele seu abraço e de cara me arrancaria uma gargalhada. Nós sabemos que você compartilharia sua felicidade comigo porque é isso que você sempre faz, sempre fez.

Eu, você e toda a população mundial sabem que a gente se escolheu. Que poderíamos estar em tantos lugares, com tantas outras pessoas, vivendo tantas outras experiências, mas nós escolhemos a nossa vida. A vida que levamos do nosso jeitinho, com beijos roubados nas horas certas, com risadas que não se calam porque quando se encontra a felicidade ela também transborda. E nós somos pura felicidade, somos companheirismo. Eu sou exatamente aquilo que você escolheu e você o mesmo. Eu sou o ponto e vírgula que sua vida precisava pra ter continuação, eu sou a nova pagina que você resolveu escrever. Sou sua, nova, totalmente entregue. Depois de tanto tentar, depois de perder completamente minhas forças tentando não ser sua, eu sou. Não dá pra negar.

Pelo simples fato que escolhi. Escolhi ser pra você o que você tem sido pra mim. Arrebatador, cheio de sorrisos, piadas fora de hora e esperança. A esperança de que os dias ruins finalmente acabaram e agora… Agora me resta uma mesa de bar, você para dançar como o meu par e sorrir. Sorrir pra transbordar os amigos, o ambiente, a alma.

A vida é feita de escolhas, eu já perdi tanto as minhas fichas que aprendi uma coisa: O segredo não esta em apostar e ganhar. Esta no que você ganha enquanto joga e, durante esse jogo, eu só tenho ganhado o que há de melhor.
Não é obrigação sua fazer minhas fichas multiplicarem, é minha. Se eu perder, vou reconquistá-las como fiz a vida toda. Mas enquanto você multiplica os sorrisos e as boas lembranças eu deixo você ficar. Entra, fica e não repara em nada além do que eu tenho de mais verdadeiro: sentimentos.

Post Anterior

Barko Temaki & Sushi

Próximo post

T-Shirt e Flare