Abrir os olhos e saber que alguém espera por você. Saber, que além da sua mãe e o pai, alguém realmente espera que você chegue bem em casa depois de um dia longo e cansativo. Alguém que deseja dividir os sonhos, as risadas, os finais de tarde de um fim de mês agitado. Uma figura que faz seu coração pulsar com vontade, aquela vontade de enfrentar o mundo, enfrentar os problemas enquanto segura uma mão. Um coração impulsionado pelo entrelaçar dos dedos que ficam pendentes enquanto você caminha. Caminha na rua, no shopping, na vida.

Que o sentido da vida é pra frente disso todo mundo sabe; agora, quem é que sabe qual é o sentido de ir pra frente? Qual a motivação de não dar passos pra trás? Te afirmo, por conhecimento de causa, que não é a dor. A dor te faz estagnar. O motivo de você caminhar pra frente é amor. Com as quatro pequenas letrinhas, duas vogais e duas consoantes, pra combinar com os pares, o seu motivo é o amor. O par que forma am-or. O amor que dois traços precisam pra desenhar um coração, olha ai o par outra vez.

O sentido da vida é dividir, amor e paz só fazem sentido se multiplicados para dividirem-se. Equações seriam insuficientes para explicar esse tipo de coisa, só vivendo mesmo. E quando você viver, o fato de abrir o seu par de olhos e respirar fundo com seu par de pulmões, vai ser a melhor atividade que se faz a sós por seu par. Quando caminhar rápido com seu par de pernas para se chegar logo ao destino que seu coração deseja e abraçar com esse par de braços, você vai ver a importância de se viver em par.

Já dizia Elis: “Só o amor me ensina onde vou chegar. Por onde for quero ser seu par”. E quero mesmo. Quero ser seu par pra dar sentido nos meus pares, pra multiplica-los, pra caminhar pra frente. Vem comigo, preciso de um par de braços pra me aquecer e dedos pra entrelaçar.

Post Anterior

3 filmes atuais que valem a pena

Próximo post

Inspiração: Primavera - #tempoderenovar