Posts tagueados

chico garcia

Refletindo

Intimidade é ter o mapa do corpo. É conhecer todos os descaminhos do outro. Sentir-se à vontade, sem estar sozinho. É entregar a alma com uma venda nos olhos. Se jogar do precipício do amor, sentindo apenas a brisa da liberdade. Intimidade é pele, toque, respiração. Sentir o hálito alheio, o perfume do sexo, o gosto do suor da paixão. Navegar por sensações ainda não descobertas, mergulhar no delírio da vontade. É desvendar o desejo, curiosidade do tato, obsessão por surpreender a rotina. Intimidade é a confiança do sono, divisão dos pesadelos. Permissão para sonhar acompanhado e nem sempre dormindo. O íntimo da gente revela aquela pessoa que queremos ser o tempo todo, mas não podemos. Ser íntimo de alguém é poder nos transformar até mesmo em quem não queremos ser. Na intimidade, posso tudo e quero sempre mais. A intimidade perdoa excessos, não há julgamentos, nem censura. Não há

Leia Mais
Refletindo

Aonde eu quero chegar com esse meu jogo, que só me faz perder? É tão difícil assim um pouco de atenção? Tão improvável ser amada por aquele cara que eu escolhi? Nossa, como faço perguntas idiotas ao espelho, nem ele me aguenta mais. Poxa, não peço muito. Só preciso estar com alguém que seja mais alto do que eu, tenha um pouco de barba e de vergonha na cara. A faixa etária pode ser ali entre 25 e 40 anos, dos vorazes aos experientes. Tem que estar trabalhando, lógico, e numa coisa legal. Algo que eu admire. Aliás, há quanto tempo não tenho alguém em que eu possa me inspirar ao meu lado. Não precisa nem ser bonito, mas tem que sorrir com a alma, mostrar aquela alegria capaz de fazer eu esquecer todos os problemas. Não há nada mais cativante num homem do que um sorriso de felicidade que

Leia Mais
Refletindo

Por quê? Por que você mexe comigo dessa maneira? Por que não consigo sentir o teu cheiro sem pensar bobagem? Por que não me controlo quando você chega perto de mim? Por que eu me sinto assim? Por que você existe? Por que, por que, por que? Perguntas sem respostas me fazem questionar o que eu quero pra mim. Ele não faz meu tipo, mas me atrai. Como explicar? Não sei. Não gostamos da mesma coisa, mas as nossas conversas são tão boas, que nem vejo o tempo passar. Na verdade ele até me irrita um pouco. No entanto chego em casa e quando deito a cabeça no travesseiro, é como se ele fosse o travesseiro. Está ali, entranhado em meus pensamentos, na porta de entrada para os meus sonhos. Não sei se é química, se é algo transcendental, empatia de alma, etc. Só sei que é inexplicável o que

Leia Mais
Refletindo

Estou sozinha aqui dentro meu quarto, dentro do meu mundo. Espio pela janela e só vejo aquela garoa fina. Um céu pesado, uma dor no peito. Nem sei há quanto tempo estou na mesma posição, olhando para o mesmo lugar, para o mesmo vazio. Não tenho fome, nem sede. Mal sinto meu corpo. Meu problema no coração é incurável e eu estou aqui esperando a eutanásia de alguém que tenha compaixão por mim. A perda de um amor que foi embora é o verdadeiro luto da morte em vida. Não queremos comparações de que as pessoas tem problemas maiores do que os nossos, como a miséria mundial, contas em atraso ou doenças terminais de entes queridos. No momento do abandono e da solidão, nada é mais importante do que retirar aquela faca espetada no peito. Não há explicação que justifique a dor de terminar o que era pra sempre. É

Leia Mais