Posts tagueados

indireta

Refletindo

Que quando conseguimos desenvolver o pensamento e ação de perdão todos somos mais leves, felizes e tranquilos, isso nós sabemos. Sabemos que quem perdoa isenta um peso desnecessário das costas, a caminhada se torna mais leve. Talvez o brilho nos olhos demore um pouco mais a chegar, talvez as cicatrizes façam com que o medo tome um pouquinho de espaço, mas isso não é culpa do perdão. As cicatrizes, a ausência de brilho e de confiança é fruto de outra coisa, o perdão só traz leveza. Essa decisão que realmente muda a sua vida. Quando você resolve relevar, esquecer, poupar seu cérebro de criar situações para vingança ou parar de alimentar as minhocas que sua cabeça insiste em criar, você decide se libertar. Traíram você? Mentiram diversas vezes? Viraram-lhe as costas, você se decepcionou? Sinto lhe informar que isso não é o fim do mundo. Sinto mais ainda em lhe

Leia Mais
Refletindo

É difícil mesmo compreender as pessoas, acostume-se. Nos temos o péssimo costume de esperar algo das pessoas que muitas vezes elas são incapazes de nos dar. Infelizmente, nos achamos que nossos pais, amigos, namorados, primos e avós devem ser perfeitos e não podem errar ou fazer escolhas erradas, afinal de contas eles escolheram ser pais, escolheram ser seus amigos, escolheram dormir e acordar ao seu lado sorrindo todos os dias. Mas deixa eu jogar a verdade na sua cara, só pra não perder o costume: Todos erramos. “Mas disso eu já sabia!” Será? Você sabe disso quando seus pais levantam a voz pra você, mesmo sabendo que você não fez nada de errado? Você faz isso quando o seu amor esquece de te avisar algo extremamente importante ou aquela data especial? Você faz isso quando seu melhor amigo faz um drama desnecessário ou resolve sair com alguma galera que não

Leia Mais
Refletindo

Bonito o sorriso que você vê naquelas fotos dela, né? Bonitas são as amigas que estão ao lado dela sorrindo, mostrando a língua e colocando todas aquelas hashtags. Bonito o som da gargalhada dela, você poderia escutá-la durante horas, não poderia? E quando ela anda? Nossa, parece que o mundo se enche de cor, não é? Quando ela manda aquela mensagem perguntando se você esta bem e você percebe que ela realmente se importa, você sente o coração palpitando, eu sei. E quando ela prende o cabelo de uma forma desajeitada e dois segundos depois os fios caem todos e ela suspira cansada de tentar prendê-los? Quando ela coloca a mão na nuca e massageia o pescoço indicando cansaço ou inquietação. Inquietação de mente que vai descendo pelo corpo contagiando tudo ate que a perna dela começa a balançar. E quando elogiam ela? A expressão que ela faz e as

Leia Mais
Refletindo

Eu poderia estar em qualquer outro lugar neste planeta. Na minha cama confortável, fazendo um carinho no meu cachorro enquanto assistia um seriado qualquer pelo computador. Eu poderia estar estudando, o que sem dúvidas ia me trazer melhores resultados nas provas finais. Eu poderia estar no shopping, comprando um sapato qualquer por puro impulso e pra matar um pouco do meu tempo. Eu poderia estar dentro de um bar, enchendo a cara com minhas amigas e rindo das historias antigas enquanto as novas vão se escrevendo entre os dias, as doses e os sorrisos. Definitivamente, eu não tenho obrigação nenhuma de estar nesses lugares. Eu não tenho obrigação nem de estar aqui, escrevendo sobre o quanto eu sou feliz por ter escolhido estar próxima a ti. Eu realmente devia ter ficado em casa, mas fiz a melhor bobeira do mundo quando escolhi seguir meu coração e encontrar você. Sair de

Leia Mais
Refletindo

Talvez este seja só mais um texto sobre o quanto seus olhos parecem ter a tonalidade perfeita dos que eu sonhava para os meus filhos. E talvez seja mais uma frase que, quando você terminar de ler, vai te deixar apreensivo sobre o futuro e sobre o que nós ainda faremos juntos. Talvez sejam mais 10 minutos gastos do seu dia em pensar sobre como você vai se vestir neste fim de semana ou sobre o que você vai jantar (ou com quem). Talvez, dessa vez de certo e com uma probabilidade remota de você esquecer o quanto doeu das ultimas vezes. A questão é que nunca da pra ter certeza absoluta. Nunca dá pra dizer que é ou não algo. Nunca da pra confiar 100% ou pra colocar a mão no fogo sem nem fechar os olhos com medo das chamas e isso se chama incerteza. Quando saímos de

Leia Mais
Refletindo

Por aqui as coisas sempre foram uma bagunça sabe? Sinto informar que nada esta diferente por hora. A realidade é que as coisas continuam devidamente colocadas fora de seus respectivos lugares de origem. O fato é que eu não tenho paciência de arrumar tudo isso sozinha, entende? Gosto de terminar as frases com perguntas pra ver se assim, por alguma sorte de um acaso qualquer, eu consigo organizar pelo menos as questões que ecoam na minha mente durante todo o dia. Talvez você possa me ajudar, talvez não, vai saber. Me peguei contando um fato romântico que aconteceu na vida de uma amiga para outra amiga e finalizei o texto dizendo que aquilo havia sido tão lindo que eu quase acreditei no amor outra vez. Quase. Depois disso parei alguns segundos para entender o que eu havia dito. Como assim eu quase voltei a acreditar no amor? Qual foi a

Leia Mais
Refletindo

Eu sou o tipo de pessoa que quando ama, ama muito. Ama demais, pra sempre, até o fim da vida, até que, de repente, acabe. Em qualquer relacionamento amoroso que me desperte um sentimento profundo, me entrego de corpo e alma e cabeça e espírito e coração. Assim mesmo, sem vírgulas ou pontos, porque muitas das vezes falta-me o ar. A verdade é que amar superficialmente não tem graça. Bom mesmo é ir até onde der e quando não der mais, amar mais um pouquinho. É rasgar o verbo e logo após remendar as palavras ditas sem pensar, com colas de perdão. É chorar muito, até desidratar e logo após redesenhar o contorno da boca para que o riso seja maior e mais largo e mais intenso. Quando eu paro para pensar nas coisas que já fiz quando amei alguém – ou vivi algo com aqueles que despertaram em mim

Leia Mais
Refletindo

A única coisa que eu tenho certeza nessa vida, é que não tenho certeza de absolutamente nada. Levei muito tempo para descobrir que certezas são quase sempre frustrantes. Levamos uma vida inteira para provar ao mundo o quanto estamos certos e perdemos as melhores oportunidades no caminho. Juramos que somos capazes de fazer o amor desabrochar em um ambiente inóspito, quando na verdade, a gente é quem inventa possibilidades em meio a tantas improbabilidades. Sempre que me obrigo a gostar de algo por muito tempo, me frustro. Porque percebi cedo demais que, qualquer que seja o sentimento, para ser de verdade, é preciso que a gente solte as amarras e aceite que laço enfeita, não prende. Decidi não esperar demais. O ser humano tem essa mania boba de se prender as esperas da vida. Sempre torci pela recompensa, paciência e compreensão, mas dessa vez, só dessa vez, resolvi aceitar o

Leia Mais
Refletindo

Existe uma regra estúpida nos relacionamentos: um dos dois sairá por cima depois do fim. Não há como definir um vencedor, pois sequer estamos falando de uma disputa. Mas muita gente encara uma relação a dois como tal. E para mim, quem age desta forma, já saiu derrotado. Geralmente quem decide pôr fim a uma relação tem motivos de sobra para sair numa boa. Ou não estava feliz com aquela pessoa, ou encontrou outro alguém. Certamente alguma razão lhe fez partir para outra, ou para outro. Mas há exceções. Por vezes a distância impede uma relação saudável e sempre há um que resiste melhor. Quem sucumbe à dor dos corpos separados pode querer terminar, mesmo no auge do sentimento. É preciso muita força para acabar um namoro, ou compromisso, gostando de alguém. Provavelmente exista algo muito maior para que a decisão seja tomada, seja a distância, um amor proibido, ou

Leia Mais
Refletindo

Amor bom é esse que chega de mansinho, bem devagarinho, sem causar muito auê. Não me leve a mal, não estou diminuindo os sentimentos de ninguém, mas a paz de um amor tranquilo me traz muita felicidade. É que eu me cansei de viver a vida em perigo a todo momento. Um dia, pode ter certeza, você vai se cansar do medo, da insegurança, da inconstância e vai querer qualquer tipo de certeza que te dê coragem e firmeza. Eu vivi a mil por hora e tive alguns acidentes que me causaram feridas profundas. Não que não tenha valido a pena, sabe? Mas é que sei lá, alguns machucados demoram muito a sarar. E cicatrizes doem bastante conforme a lua muda, vai entender. Já vivi o amor em sua totalidade, pela metade, já amei sozinha e fiz loucuras. Aprendi também que ele não precisa ser devastador o tempo todo. É

Leia Mais