Posts tagueados

paixão

Refletindo

Um amor de verdade não faz você questionar. Ele tem as respostas. Tem cheiro de paz e um sorriso sincero. Você não chega em casa após encontrar o verdadeiro amor. Ele é o próprio lar. É como calçar as meias para aquecer os pés alheios. Proteção mútua, vida que não se divide, soma em dois para depois se multiplicar. Amor assim não cansa, não faz mal, nem enjoa. Vicia, mas é saudável. Embriaga sem desviar o foco. Tonteia, mas te deixa no rumo certo. Seus pensamentos já não lhe pertencem, são gêmeos e o que resta é uma vida com outros sentidos. Não dá pra enxergar um dia sequer com a ausência desse amor. O caminhar é seguro. Um amor de verdade torna-se o mais forte equilíbrio emocional, base para qualquer caminhada. Garantia eterna de uma apólice real. Mesmo que apareçam armadilhas, você nunca estará sozinho. É como se a

Leia Mais
Refletindo

Por que você foge de mim? Não vê que eu fui feita pra você? Você tem a habilidade de esconder de si mesmo o que sente. Eu não consigo. Sou toda verdade quando estou contigo e tuas falsas mentiras não me convencem mais. Acorda, cara, ninguém vai te fazer sorrir como eu. Conheço tuas vontades, adivinho teus pensamentos e mesmo assim, você disfarça. Que incapacidade para ser feliz. Às vezes a gente não enxerga o que está debaixo do próprio corpo. O pior de tudo é te encontrar e ter que te seduzir mais uma vez, sabendo que você me quer. Isso te deixa melhor? Tudo bem, eu não me importo, vou atrás do que quero mesmo e quando te vejo, só tenho línguas pra ti. Enquanto isso, vai tentando esconder essa vulnerabilidade, essa confusão sentimental. Nem você se entende e eu ainda me pergunto como perco meu tempo contigo.

Leia Mais
Refletindo

Intimidade é ter o mapa do corpo. É conhecer todos os descaminhos do outro. Sentir-se à vontade, sem estar sozinho. É entregar a alma com uma venda nos olhos. Se jogar do precipício do amor, sentindo apenas a brisa da liberdade. Intimidade é pele, toque, respiração. Sentir o hálito alheio, o perfume do sexo, o gosto do suor da paixão. Navegar por sensações ainda não descobertas, mergulhar no delírio da vontade. É desvendar o desejo, curiosidade do tato, obsessão por surpreender a rotina. Intimidade é a confiança do sono, divisão dos pesadelos. Permissão para sonhar acompanhado e nem sempre dormindo. O íntimo da gente revela aquela pessoa que queremos ser o tempo todo, mas não podemos. Ser íntimo de alguém é poder nos transformar até mesmo em quem não queremos ser. Na intimidade, posso tudo e quero sempre mais. A intimidade perdoa excessos, não há julgamentos, nem censura. Não há

Leia Mais
Refletindo

O amor vem depois da paixão até mesmo no namoro. O amor é quase um parto, pois muitas vezes ele só nasce depois de 9 meses juntos. Para a paixão virar amor, ela passa por provas complicadíssimas. Literalmente: estudamos coisas absurdas e muito chatas. Como, por exemplo, porque raios é preciso que a gente suporte que o namorado nunca e jamais levantará a tampa do vaso. Ou no caso deles, porque, meu Deus, é tão difícil que ela entenda que eu preciso urgentemente tomar uma cerveja com o João. E esses exemplos são extremamente tolos perto de grandes dificuldades que existem na matéria moderna de Mark Zuckerberg, “relacionamento sério, séríssimo”. A paixão é espaçosa. Folgada demais. Ocupa sempre uma cadeira a mais em qualquer lugar que um casal recém formado esteja. O amor talvez seja menor e mais simples de aprender. Sem querer, ele vira uma equação de menos logaritmos.

Leia Mais
Refletindo

Sempre sonhamos com aquele príncipe que vai chegar em um cavalo branco ou em uma bmw branca, ter os olhos verdes, te tratar como uma rainha, ter um jeito encantador e te fazer feliz para sempre. Eles sonham com uma princesa, a personificação da perfeição. Aquela mulher que seja independente, linda, que não tenha celulite, não vista mais de 36, não faça festa, não beba, não fume, lave as roupas dele, cozinhe bem e use todo santo dia calcinha e sutiã que pinicam até a alma. Todo conto de fadas tem um final. Nem todo homem é um Ken pra encontrar uma Barbie. Antes de querer alguém perfeito, se torne um pouco menos imperfeito. Pessoas certinhas demais, perfeitinhas demais, que não saem nunca da casinha, que não surtam de vez em quando não me passam segurança. Parece que estão sempre fazendo uma peça, encarando um personagem, sendo totalmente falsas. Por

Leia Mais