Posts tagueados

verdade

Refletindo

Click é aquela sensação de que alguma coisa se modificou dentro da gente. É uma interrogação que o corpo se faz, um arrepio sem procedência, um sorriso espontâneo provocado pelo timbre da voz. Click é um sinal interno de que o seu dia mudou de nome a partir de então. Nunca esperamos o click. Pode ser num olhar, numa conversa ao telefone, ou em um esbarrão no meio da festa. Naqueles segundos em que os corpos se encontram, mas não se enxergam, você já sente algo estranho, familiar. O click é um sentimento confuso, sem identidade, chega quando quer e entra no peito sem avisar. Certa vez, o click apareceu antes mesmo de conhecê-la pessoalmente. Só de ouvir falar nela, senti uma empatia genuína, um carinho instantâneo e, a partir dali, minhas reações extrapolaram qualquer normalidade aparente. Eu só provocava um assunto com nosso amigo em comum. Sem me dar

Leia Mais
Refletindo

Por que você foge de mim? Não vê que eu fui feita pra você? Você tem a habilidade de esconder de si mesmo o que sente. Eu não consigo. Sou toda verdade quando estou contigo e tuas falsas mentiras não me convencem mais. Acorda, cara, ninguém vai te fazer sorrir como eu. Conheço tuas vontades, adivinho teus pensamentos e mesmo assim, você disfarça. Que incapacidade para ser feliz. Às vezes a gente não enxerga o que está debaixo do próprio corpo. O pior de tudo é te encontrar e ter que te seduzir mais uma vez, sabendo que você me quer. Isso te deixa melhor? Tudo bem, eu não me importo, vou atrás do que quero mesmo e quando te vejo, só tenho línguas pra ti. Enquanto isso, vai tentando esconder essa vulnerabilidade, essa confusão sentimental. Nem você se entende e eu ainda me pergunto como perco meu tempo contigo.

Leia Mais
Refletindo

Aonde eu quero chegar com esse meu jogo, que só me faz perder? É tão difícil assim um pouco de atenção? Tão improvável ser amada por aquele cara que eu escolhi? Nossa, como faço perguntas idiotas ao espelho, nem ele me aguenta mais. Poxa, não peço muito. Só preciso estar com alguém que seja mais alto do que eu, tenha um pouco de barba e de vergonha na cara. A faixa etária pode ser ali entre 25 e 40 anos, dos vorazes aos experientes. Tem que estar trabalhando, lógico, e numa coisa legal. Algo que eu admire. Aliás, há quanto tempo não tenho alguém em que eu possa me inspirar ao meu lado. Não precisa nem ser bonito, mas tem que sorrir com a alma, mostrar aquela alegria capaz de fazer eu esquecer todos os problemas. Não há nada mais cativante num homem do que um sorriso de felicidade que

Leia Mais